“O Cortiço”, de Aluísio Azevedo – Sinopse e primeiras páginas

Posted on 07/10/2010


O Cortiço, Aluísio Azevedo

Aluísio Azevedo nasceu a 14 de abril de 1857 e morreu em 21 de janeiro de 1913. O seu romance O Mulato é tido como um ponto de viragem na estética literária brasileira, fugindo dos cânones românticos e inaugurando o naturalismo que mais evidente se tornaria em obras como Casa de Pensão e O Cortiço. Neste romance, um clássico da literatura brasileira, através de uma linguagem que conjuga a erudição com um registo coloquial, é feito um retrato da sociedade brasileira oitocentista, de uma forma jocosa e muito controversa para as mentalidades de então.

«Uma bela noite, porém, o Miranda, que era homem de sangue esperto e orçava então pelos seus trinta e cinco anos, sentiu-se em insuportável estado de lubricidade. Era tarde já e não havia em casa alguma criada que lhe pudesse valer. Lembrou-se da mulher, mas repeliu logo esta ideia com escrupulosa repugnância. Continuava a odiá-la. Entretanto este mesmo facto de obrigação em que ele se colocou de não servir-se dela, a responsabilidade de desprezá-la, como que ainda mais lhe assanhava o desejo da carne, fazendo da esposa infiel um fruto proibido. Afinal, coisa singular, posto que moralmente nada diminuísse a sua repugnância pela perjura, foi ter ao quarto dela.»

Título: O Cortiço

Autor: Azevedo, Aluísio

Data de Publicação: Outubro de 2010

ISBN: 978-989-8443-01-4

203 páginas, brochado, formato A5, impresso em papel IOR 80g

Ficção Estrangeira: Romance

PVP: 13,78€

Leia aqui as primeiras páginas:

O Cortiço – Primeiras Páginas

Recensões:

«Cativante, de leitura agradável e surpreendentemente abrangente, uma história de rotinas e de mudanças, no crescimento e desenvolvimento de um lugar… mas, principalmente, nos ritmos da vida de cada um.»

Carla Ribeiro, blogue As Leituras do Corvo

«O retrato social de um certo Brasil oitocentista é também pedra de toque deste romance, mas são o naturalismo e o seu peso determinista que o colocam entre os fundamentais da literatura brasileira.»

Sara Figueiredo Costa, Os Meus Livros

Blogue As Leituras do Corvo – O Cortiço (link)

As Leituras do Corvo – O Cortiço (pdf)

Recensão na revista Os Meus Livros (fevereiro 2011):

Advertisements
Posted in: Sem categoria